De repente Renato

renato O Grêmio chegou, no sábado (24), à sua quarta vitória consecutiva, três delas fora da Arena. De repente todos começam a descobrir Renato como ‘grande treinador”.

Tenho que rir desses caras. Oportunistas que nada sabem e ainda recebem salário pelas opiniões que emitem. Tenho que rir desses caras, deles e de quem os paga. Deles, de quem os paga e de quem ainda acredita em suas baboseiras.

Renato, no começo de sua carreira como treinador, só era lembrado pelos clubes (cariocas, diga-se de passagem) no momento em que a água já lhes alcançava as sobrancelhas. Quando percebiam que estavam por se afogar, quase irremediavelmente rebaixados, lembravam do nome do Gaúcho. Renato sabia o remédio e várias vezes livrou os cariocas do rebaixamento. Renato era um salvador. A exceção foi o Vasco. Toda regra necessita de exceção, né mesmo.

Antes de chegar ao Grêmio em 2010 e fazer aquela campanha espetacular no returno do Campeonato Brasileiro, Renato já havia conquistado a Copa do Brasil e chegado à final da Libertadores como treinador do Fluminense. A LDU tirou o título do Flu, mas chegar à final eliminando clubes como São Paulo e Boca Jrs. não é tarefa para times que não tenham treinador.

Todas as coisas que lembro agora (e que são, para mim, provas definitivas de que Renato tem plenas condições de ser um treinador vitorioso), não são nenhuma novidade, todo mundo já sabia disso.

Então como é que só agora alguns ‘especialistas’ começam a ‘descobrir’ a qualidade do nosso treinador?

Depois ainda ficam por aí toda hora a chamar o torcedor de “passional” (leia-se irracional). Irracionais são eles e os que ainda os levam a sério.

Será que um cara que conseguiu estabelecer um recorde de pontuação em um turno do Brasileirão treinando um time que tinha ‘talentos’ como Gabriel, Paulão, Diego Clementino, Vilson, Júnior Viçosa e Gilson ainda pode ser questionado quanto à sua capacidade?

Ah, pelo amor de Deus, um cara que transforma Viçosa e André Lima em goleadores só pode ser um treinador. E mais: o que dizer de um cara que transforma Diego Clementino em arma secreta? Bom. esse só pode ser gênio.

O Grêmio tem um ótimo treinador, o melhor que poderia ter. Sei disso desde 2010 e não preciso de nenhum profissional ‘isento’ e oportunista pra me dizer isso.

Luxemburgo usa a lógica e provoca a zebra no Engenhão

barcos-gremio-3.0

O Grêmio jogou muito contra o Fluminense. Muito mesmo. Pra falar a verdade, o Grêmio jogou demais para um time que recém se formou, ou melhor, que ainda está em formação. Querer que o Grêmio vencesse, todos os gremistas queriam, … Continuar lendo

Avalie isto:

No cofre havia um bolo. E com cereja e tudo

vargs-barcos

Que ótimas expectativas poderemos nutrir, a partir de agora, para essa temporada. Libertadores, Campeonato Brasileiro, o Mundial, por quê não? Tudo se tornou ‘sonhável’ a partir do momento em que o doutor Rui Costa, homem de fala mansa (daqueles que … Continuar lendo

Avalie isto:

Cabrito não estreia, mas Mamute marca o seu (‘Facinho’ o São José)

Oportunista, Yuri Mamute fez o seu na goleada de ontem sobre o São José
(Foto: Fernando Gomes/Agencia RBS)

Não há muito o que dizer sobre a partida de ontem, foi um passeio, um desfile gremista em sua velha casa. Por cinco vezes o Monumental testemunhou o fenômeno gremista conhecido como avalanche. Nenhum incidente. Será que é mesmo necessário acabar … Continuar lendo

Avalie isto:

ninguemnacional 2×1 Grêmio B e os titulares se preservam

(Foto: ???)

Mas sou de um tempo em que caras como Iura e Éder cagavam os colorados de pau e levavam o Gre-nal a sério, então eu aprendi a levá-lo a sério também. Não gosto de perder Gre-nal. Fico nervoso até com … Continuar lendo

Avalie isto:

Grêmio perde no Olímpico e Lucas Coelho brilha ainda

Em jogo de pouco público, Canoas cala o Monumental ressuscitado por Koff. (Foto: Wesley Santos)

No mundo do futebol, certas coisas parecem pertencer mesmo somente aos torcedores. A paixão, o sentimento, a capacidade de amar, sofrer e chorar por um clube, seus símbolos e sua história, são algumas destas coisas. Jogadores, treinadores e outros profissionais … Continuar lendo

Avalie isto: