Chama-se Marta e me lembra o Zico.

Já tinha sido assim em 2006, se repetido em 2007 e, desta vez, em 2008, 5731571não foi diferente. Pela terceira vez consecutiva Marta é eleita a melhor jogadora de futebol do mundo.

Em futebol, nem sempre vence o melhor, porém no futebol feminino, ao menos na escolha dos melhores pela FIFA, há tres anos que não dá zebra.

Não conheço, claro, todas as jogadoras do mundo, mas assistindo à Copa do Mundo, não lembro o ano, e às Olimpíadas de Pequim no ano passado, não vi ninguém que chegasse perto, quem mais se aproxima é Cristiane que, na eleição da FIFA, ficou em terceiro.

Não dá pra comparar. As jogadoras de outras Seleções importantes são fortes, preparadas, os times são organizados e têm proposta de jogo, mas “as meninas do Brasil” jogam futebol. Suas atuações me fazem lembrar os grandes jogos e os  grandes jogadores que, encantados, assistíamos nos anos setenta e oitenta, que se podia ver, ainda um pouco, na década de noventa. Hoje não se vê mais, ou terão ido todos para o exterior ou, simplesmente nem existem mais.

Marta chega a me lembrar o Zico. Marta é fera, é demais. É a melhor e pronto.

Curioso é que, nessas duas competições, na Copa, que o Brasil perdeu para a Alemanha e nas Olímpias, que perdeu para os Estados Unidos, nossa Marta pouco fez nas duas finais. Na Copa do Mundo, quando visivelmente nervosa, Marta jogou mal o tempo inteiro e ainda perdeu um pênalti, cheguei a amaldiçoá-la.

Porém “nossa menina” é, simplesmente a melhor, apenas não é perfeita, ninguém o é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s