Historias de perdedores.

. 

Os dois maiores campeonatos regionais do Brasil começam a ser decididos hoje. Os campeonatos de Rio e São Paulo, por reunirem dois terços dos maiores clubes do Brasil, são mesmo o mais importantes. Em Minas, Cruzeiro e Galo enfrentam-se também, em mais um jogo que vale título.

A decisão mineira não deveria fazer parte deste post, mas, uma vez que há dez clássicos o Galo não consegue vencer o Cruzeiro, então não faz mal incluir também esse clássico nessa ‘historia de perdedores’.

A decisão paulista, essa sim é importante para nós. Corinthians e Santos começam a decidir, daqui a pouco, em Santos, quem será o campeão paulista de 2009. Invicto há quarenta e tantos jogos, o Corinthians, de forma alguma pode ser considerado um perdedor atualmente. Não mesmo. O Corinthians de Mano Menezes creio que inclusive é o favorito para ficar com o título. Mas Mano Menezes tem um histórico de treinador que perde fora de casa, ao menos foi isso que construiu no Grêmio e, mesmo no Corinthians não foi muito diferente, embora pareça o contrário. Entre 2005 e 2007, enquanto esteve no Grêmio, os números de Mano em jogos fora de casa foram simplesmente risíveis. Toda a força do Tricolor se resumia aos jogos no Olímpico. Isso ficou evidenciado, mais claro do que em qualquer outra competição, na Libertadores de 2007. Paradoxalmente, Mano Menezes, que conquistou três títulos pelo Grêmio,  conquistou dois fora de casa, um nos Aflitos e outro no Beira Rio. Vai entender!

Treinando o Corinthians, Mano Menezes já foi campeão uma vez, da Série B, em 2008. Na prática, disputando a Série B, o Corinthians quase não realizou jogos fora de casa – ou alguém não lembra dos jogos do Timão pelo interior do Brasil? Em praticamente todos os estádios, o que se via era uma imensa maioria de torcedores ‘loucos pelo Corintia’. Já na Copa do Brasil foi diferente, decidindo fora de casa, Mano Menezes e o Corinthians acabaram derrotados. Mesmo que já tivesse vencido o primeiro jogo, não adiantou, fora de casa, Mano Menezes perde quase todas, não foi diferente contra o Sport. Mano perdeu no Recife e hoje é o Sport quem lidera seu grupo na Libertadores.  Agora, há muito tempo sem perder, jogando hoje uma partida decisiva fora de casa, o que vai mudar na vida de Mano? Cai a invencibilidade? Ou a síndrome do jogo fora é que vai cair? Acho que vai dar Santos.

No Rio de Janeiro, Flamengo e Botafogo fazem, pela terceira vez consecutiva, a final do regional. Nas duas vezes anteriores o Flamengo venceu. Nas duas vezes anteriores, Cuca treinava o Botafogo. Hoje Cuca está no Flamengo. Nesse caso, não há saída, se o Flamengo sair campeão a ‘historia de perdedor’ pertencerá ao Botafogo. Se porém acontecer diferente e Cuca, mais uma vez terminar em segundo, bem, daí não tem jeito, será ele o protagonista dessa ‘historia de perdedor’. Acho que dá Flamengo.

Enquanto isso, aqui no Rio Grande, nem final teremos. Contratado, sei lá por que, em 2008 e mantido até há alguns dias, Celso Roth, o maior de todos os perdedores, nos deixou fora da decisão do Gaúchão. Pela segunda vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s