Baseado na Lei: free Cannabis.

 

marijuana Todos sabemos que a produção e a comercialização da maconha são proibidas no Brasil. Há muito tempo. Proibir a comercialização da droga no entanto, não anulou sua existência. A maconha continua existindo e essa proibição apenas conseguiu propiciar as condições para a existência do tráfico e todas as consequências nocivas que ele trouxe para a sociedade, maiores até que as trazidas pela própria droga.

Não quero discutir aqui o mérito da liberação ou não da droga, quero discutir o direito de proibir. Há pessoas que julgam possuir tal direito.

Plantar e vender maconha, são atividades proibidas. Está bem, aceitamos isso. Porém, devemos perceber que o direito de livre manifestação não o é. Ninguém tem o direito de proibir outrem de manifestar-se em favor desta ou daquela causa. Qualquer pessoa tem o direito de apoiar, e manifestar seu apoio, a toda causa que considere justa. Em favor do aborto, da união entre pessoas do mesmo sexo, pela salvação das florestas, seja o que for.

Por princípio, a sociedade já definiu a maconha como algo ruim, portanto considera que qualquer ato ou movimento em favor de sua liberação, deva ser também ruim. Desejar a liberação da maconha não é, de forma alguma, fazer ‘apologia do tráfico’, muito antes pelo contrário. Mas pessoas boas não fumam maconha, é o que pensam. Sendo assim, proibições absurdas e autoritárias vem ocorrendo e sendo aceitas como se fossem justas. Não são.

Tomemos o seguinte exemplo, já que sabemos que a velocidade é controlada nas ruas e estradas do país e sabemos também que um grande número de condutores de veículos não está satisfeito com os limites estabelecidos pelos engenheiros de tráfego que as estudaram, a maioria inclusive nem mesmo respeita esses limites, então podemos imaginar que alguém um belo dia tivesse a ideia de propor um movimento pela liberação dos limites de velocidade em todas ou algumas estradas do Brasil. O que faria o Ministério Público? Todos nós sabemos as consequências que o acelerador de carro pode gerar, quando mal utilizado. O trânsito é o maior causador de mortes no Brasil, mais até que a violência do tráfico. Mas eu pergunto: caso surgisse a possibilidade de ocorrer manifestação deste tipo, seria ela proibida? Não creio. Mas pessoas boas não deveriam sair por aí acelerando e matando, penso eu.

Só me resta insistir, o direito de livre manifestação, desde que de forma ordeira e pacífica, não pode ser simplesmente ignorado, afanado das pessoas. Proibir a maconha é direito do Estado. Proibir as pessoas de se manifestarem por sua liberação, bem isto não é.

O motivo desta decisão parece, a mim que sou leigo, muito menos baseado em justiça e muito mais em preconceito.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s