O favorito.

 

luca bruno, ap Existem muitas pessoas que dizem que em toda partida de futebol, sempre é possível apontar um favorito. Acredito que, mesmo essas pessoas, concordem que este não era o caso do jogo desta tarde, pela Champions League. Não creio que, antes do jogo, houvesse alguma maneira de se apontar, com certeza, superioridade de uma equipe sobre outra. Na minha opinião, Manchester e Barcelona, chegaram à final em condições absolutamente equivalentes, qualquer um poderia vencer. Não havia um favorito.

Particularmente eu até imaginava que o Manchester fosse vencer, mas era puro palpite. Logo no início, meu palpite até parecia bem razoável, já que o Manchester começou bem melhor do que o Barcelona. Mas foram apenas alguns minutos. Foi apenas até que o Barcelona conseguisse a primeira posse de bola, armasse sua primeira jogada de ataque e marcasse seu primeiro gol.

Claro que o gol não definiu a vitória da equipe espanhola, mas definiu, de maneira muito clara, sua superioridade sobre o adversário. A partir do um a zero o Barcelona passou a ser o dono absoluto do jogo, daquele momento e até o final da partida, foi sempre o Barcelona quem esteve melhor e, principalmente, foi sempre o Barcelona quem esteve com a bola.

Foi decepcionante o Manchester. Mais do que querer explicar a derrota por atuações individuais de baixo nível, será preciso admitir que a equipe de Sir Ferguson, coletivamente, simplesmente não existiu.

Pelo Barça, Lionel Messi foi o maestro da equipe, especialmente na segunda etapa, na primeira nem tanto. Xavi e Iniesta foram dois monstros no meio campo, impediram que o adversário sequer tivesse a chance de iniciar alguma jogada e, de quebra, fizeram o Barça funcionar como um relógio suíço. Mas eu não posso deixar de destacar a atuação de Puyol. Como jogou o Puyol.

Com o título conquistado e tendo ainda marcado um gol, não há como Messi deixar de ser eleito o Melhor do Mundo.

Pela terceira vez o Barça conquista a Champions, pela terceira vez tem a chance de ser Campeão do Mundo. Nas duas primeiras vezes os espanhóis fracassaram, não acredito que deixem escapar desta vez. Seja contra quem for que dispute o título em Dubai, quem sabe contra o Grêmio, na verdade o Barça já é o favorito. Afinal, há quem diga que todo jogo sempre tem um favorito. Não é isso?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s