O árbitro DJ.

 

zidan marcou duas vezes

Inteiramente convencido de que a Seleção Brasileira é apenas um time comum, nada mais do que isto, estava preparado para assistir a uma partida comum de futebol, nada mais do que isto. No entanto, por causa do Egito, não foi o que assisti.

Depois de levar um gol, logo no início do jogo, a Seleção Egípcia, resolveu tentar empatar, foi para cima do Brasil e, durante alguns minutos, demonstrou muita superioridade sobre o time brasileiro. Não demorou muito para conseguir o empate, porém logo em seguida, em lance de bola parada, Luis Fabiano colocou o Brasil outra vez na frente. O gol assustou ao time africano, que ainda levou mais um, marcado por Juan, em outro lance de bola parada. Ao final do primeiro tempo o Brasil desfilava sua superioridade em campo e festejava o placar de três a um.

      Assista aos gols da vitoria brasileira.    

Porém, ao contrário do Brasil, parece que o Egito tem um treinador, Hassan Shehata, que consegue entender o que está acontecendo dentro do campo. Ele deve ter percebido que sua equipe viveu dois momentos diferentes na primeira etapa, de alguma maneira conseguiu que sua equipe atuasse, durante toda a segunda, da mesma forma como atuara nos momentos entre os primeiro e segundo gols brasileiros. Bastaram nove minutos para que o Egito empatasse a partida, a partir daí, com o jogo em três a três, quem passou a desfilar superioridade em campo foram eles, não mais o Brasil. Foi constrangedor assistir ao Egito exibindo para o mundo, um futebol muito mais técnico e organizado do que aquele que exibiu, e que normalmente exibe, o time de Dunga.

No final, bem no finalzinho mesmo, contando com a boa vontade do árbitro que, tal qual um simpático DJ, atendeu aos pedidos dos atletas de Dunga e, depois de já haver marcado escanteio na jogada, voltou atrás em sua decisão e marcou um pênalti em favor do Brasil, veio, enfim, o gol da vitória. Kaká, que já havia marcado o primeiro, marcou também o quarto gol brasileiro.

Ao final, a vitória pelo placar de quatro a três, foi um resultado incomum, que selou uma vitoria imerecida para o time comum que Dunga tem nas mãos.

Mas, como sempre, o Brasil segue favorito, afinal, quando o esporte é futebol, o Brasil é sempre o favorito. Por muitos motivos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s