Lula, O Homem do Ano.

 

lula, o homem do ano 2009

Houve quem tivesse acreditado que Collor poderia ser um presidente melhor do que ele, que comparado a Collor, só levava vantagem no aparelho de som. Votaram no Collor. Deu no que deu.

Houve quem tivesse acreditado que ele, um operário "analfabeto", não poderia ser um presidente melhor do que Fernando Henrique Cardoso, o sociólogo, o intelectual que privatizou a nação e acentuou mais ainda a exclusão social. Votaram no FHC. Deu no que deu.

Ele já deveria ter sido eleito presidente há vinte anos atrás, mas não foi. Mesmo assim ele não desistiu e continuou se candidatando, apostando que um dia a esperança venceria o medo e que o povo iria despertar. Um dia ele foi eleito. Deu no que deu: Lula, o Homem do Ano 2009.

Ainda há no Brasil, uns poucos que resistem, que não querem dar o braço a torcer e admitir o fato de que ele é um dos melhores, senão o melhor, presidentes que esta terra já teve desde que Cabral e seus amigos invadiram este paraíso tropical habitado por índios nus, livres de maldade e pecados.

Durante seu governo, como nunca antes na História deste país, tão grande número de brasileiros saíram da pobreza e da miséria em que outros governos os colocaram, que nenhum outro país do mundo conseguiu feito igual. Nunca antes na História deste país, tanta gente deixou de passar fome. Mais escolas, mais educação. Organizaremos a Copa do Mundo e as Olimpíadas, conquistamos o respeito da Comunidade Internacional. Já não somos um país endividado, não esmolamos à porta do FMI, ao contrário, nós emprestamos dinheiro ao Fundo, para que países ainda mais pobre que nós possam também saciar a fome de seus povos. Fazemos exigência ao FMI e não curvamos mais a cabeça diante dele. O ‘Minha Casa, Minha Vida’ irá tirar milhões de brasileiros de debaixo das pontes, das áreas de risco, das ruas sem nome onde o carteiro, a energia elétrica, a água tratada e a cidadania não conseguem chegar. Agora o Brasil é o país do Pré-Sal, do Biodiesel, do Fome Zero, do ProUni.

Eu nasci um pouco antes do início do período da ditadura militar, eu cresci num país sem imprensa, sem denúncias e sem liberdade. O tempo todo ouvindo dizerem que o Brasil seria o país do futuro. Mas o tal futuro não chegava nunca.

Pois bem, um dia ele foi eleito. E agora me parece que o futuro chegou. Luis Inácio da Silva, o menino de Caetés, de Garanhuns, o operário, sindicalista, filho do Brasil, nos trouxe até aqui. Lula nos trouxe ao futuro. A promessa que ouvi desde criança foi agora cumprida, estamos no futuro. O Brasil é o país do hoje, é o país do agora. Pois foi o Lula, esse ‘cara’ de passado miserável, tão comum a tantos brasileiros, quem nos trouxe até aqui. Lula é o ‘cara’ que está tirando o povo da merda, que já tirou o Brasil do papel e fez as coisas começarem, realmente, a acontecer. Pela mão de Lula, o gigante adormecido despertou e começou a andar, a passos largos e firmes, de cabeça erguida, rumo ao futuro.

Obrigado pelo presente, Lula, você nos deu um futuro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s