Dia de morrer.

 Dia haverá em que estaremos completamente sós, em que seremos apenas nós mesmos, sozinhos e nus diante de nossas mortes.

No infinito segundo de nossa passagem haveremos de descobrir quem fomos.

Desfilarão diante de nossos olhos todos os dias de nossas existências inúteis. Como num filme, as imagens de nossas vidas fúteis inundarão nossos olhos já quase sem brilho.

Quereremos arrepender-nos, voltar atrás, fazer de novo.

Tarde será, pois estaremos sós, estaremos tristes e estaremos mortos…

…para sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s