A ofensiva Mushtarak, dia quatro.

 

Operação Mushtarak (foto AP)

 

 

Conforme declarações de um alto funcionário dos Estados Unidos, uma operação conjunta dos serviços secretos americano e paquistanês, no Paquistão teria resultado na captura de Abdul Ghani Baradar, o segundo na hierarquia talibã no Afeganistão.

No entanto, Yussuf Ahmadi, porta-voz  do movimento talibã, desmente esta informação. Ahmadi garante que Baradar continua  no Afeganistão e ainda dirige dirige as operações da ‘jihad‘.

Saber se Baradar foi preso ou morto é de pouca importância. Ao menos é o que diz Noor Muhammad, dirigente de um movimento para a imposição da lei islâmica, ligado aos talibãs. Segundo Noor Muhammad, se isso acontecer,  Baradar será automaticamente substituído.

Recentemente tropas da OTAN e do Afeganistão lançaram uma forte investida contra a resistência afegã e afirmam já terem assumido o controle da maior parte da cidade de Marjah. Essa é uma grande vitória significativa na opinião do invasor ocidental que afirma existirem em Marjah enormes plantações de ópio e heroína, o que seria, segundo o invasor ocidental, uma fonte privilegiada de receitas ao movimento talibã.

Contudo a operação não tem se mostrado fácil às grandes e bem armadas tropas da OTAN, os talibãs deixaram pelo caminho, centenas de minas e outros explosivos artesanais. Além disso as tropas têm de enfrentar também inúmero atiradores, corajosos e furtivos, dispostos a morrerem pela jihad.

A ofensiva Mushtarak, que se iniciou no sábado, é a maior desde 2001. Doze mortes de civis inocentes já foram confirmadas pela OTAN, mas fala-se em, pelo menos, mais três baixas nesta terça-feira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s