O profeta do diálogo na Terra Santa dos assassinos de crianças.

O presidente Lula, lamentavelmente, andou falando coisas que não deveria ter falado. Não tenho a menor dúvida de que o presidente do Brasil conhece e  (intimamente) condena cada um dos erros do regime cubano. A razão pela qual o presidente evita assumir essa sua posição, bem, isso eu acho que nunca vou entender.

Não creio, honestamente não creio, que o presidente possa concordar com a existência de regimes que, em pleno século XXI, ainda prendam pessoas pelo crime de ‘pensar diferente’.

O presidente Lula, que está chegando hoje a Israel, sabe bem, muito mais do que a grande maioria dos políticos brasileiros, o que é ‘pensar diferente’, pois Lula ‘é’ diferente. O presidente Lula, não tenho dúvidas, gostaria de ter criticado o governo dos irmãos Castro pela morte de Zapata. O presidente Lula, não tenho dúvidas, reconhece exatamente qual a diferença que há entre um prisioneiro como Guillermo Fariñas e outros criminosos comuns.

A razão do presidente ter dito, por duas vezes seguidas, coisas que não condizem com seu jeito de ser, de agir e de pensar, permanece, ao menos para mim,  como uma incógnita.

Pois bem, o governo terrorista e genocida de Israel condenou, em nome da defesa dos direitos humanos, a essas desastradas declarações do presidente do Brasil, a quem o jornal ‘Haaretz’ está chamando de ‘o profeta do diágolo’. Age bem o governo israelense, age muitíssimo bem, há que se condenar todo aquele que se coloque, ainda que apenas por palavras, contra o direito que cada ser humano tem de pensar, de sonhar, de querer e de lutar pelo que quer, sonha e pensa.

Mas acredito que por uma questão de coerência, já que o governo terrorista e genocida de Israel condena a atitude de Lula em defesa dos ‘comunistas’ cubanos, então deveria condenar também a si mesmo e à forma como reprimiu as cidadãs palestinas em sua celebração ao Dia Internacional Mundial da Mulher. Deveria, mais do que qualquer outra coisa, o governo terrorista e genocida de Israel, parar de promover o terror em Gaza, parar de perseguir a toda uma população de inocentes, parar de bombardear alvos civis e, mais importante que tudo, parar de simplesmente assassinar crianças.

السلام عليكم ورحمة الله

Anúncios

Uma consideração sobre “O profeta do diálogo na Terra Santa dos assassinos de crianças.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s