A sorte de Jonas

Se fosse possível eu bem gostaria de manter esse blog atualizado. No entanto, a coisa anda meio complicada e o tempo é tudo o que me falta – além de dinheiro, é claro – para mantê-lo da forma que eu gostaria. Porém, nestes minutos que tive hoje, preciso comentar sobre um fato que não posso ignorar de forma alguma.

É curioso como certas pessoas nascem com muito mais sorte que o normal dos humanos. Estou falando de Jonas, o mestre Jonas. Jonas, além de ser o goleador isolado do Campeonato Brasileiro, o que também é, além de competência, uma comprovação de boa sorte, teve sorte na escolha da profissão. Jonas quase se tornou um farmacêutico, porém desistiu da ideia e acabou se tornando atacante titular do Grêmio Imortal Porto-Alegrense, um dos maiores clubes de futebol do mundo. Isso, por si só já é mais uma demonstração de boa sorte. Porém, a prova cabal de que Jonas é mesmo um sujeito de sorte foi dada no segundo tempo do jogo contra o Fluminense.

Sorte de Jonas que ele tenha se tornado jogador de futebol, pois se tivesse escolhido ser toureiro ao invés de farmacêutico, certamente, depois da cabeçada que só o tal do Heber – que além de não ter nada do lado de fora da cabeça provavelmente não tem também por dentro – não viu, e nosso artilheiro agora estaria morto. Seus pulmões estariam certamente perfurados se ele, ao invés de zagueiros estabanados, enfrentasse touros enfurecidos.

Mas Sua Excelência o Árbitro não viu.

Fazer o quê?

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s