Renato, não. O Renato não pode

 

Foto: Fábio Berriel/Freelancer/UOL Esporte

É preciso ser um gremista muito otimista, eu diria até quase irracionalmente otimista, para acreditar que o Grêmio ainda possa vir a conquistar a vaga à Libertadores via G-3. Acho bem mais fácil acreditar, e ainda assim não é muito provável, que nosso Tricolor acabe tendo que se contentar com o G-4. Não é grande coisa, mas já é bastante para quem, até o final do primeiro turno, lutava apenas para não ser rebaixado. No entanto, ao contrário do que dizem, o Imortal Tricolor não está na dependência, ainda não, de resultados paralelos para conseguir vaga no G-4. ganhando as quatro partidas que lhe restam, nosso Grêmio acabará, inevitavelmente, entre os quatro primeiros classificados do Campeonato Brasileiro por pontos corridos de 2010, será o campeão da Taça João Saldanha (returno) e estará habilitado a uma vaga na Libertadores 2011 desde que, é claro, algum clube brasileiro não seja campeão da Copa Sulamericana. Não é tão complicado assim e, ainda que pareça pouco provável conseguir a vaga, a verdade é que não dependemos da ajuda de nenhum clube brasileiro para chegar à Libertadores, menos ainda dependemos de qualquer clube gaúcho. Em algum momento vamos sim depender de terceiros, mas esses terão que ser, necessariamente, clubes estrangeiros. Portanto é totalmente sem sentido essa especulação que ora faz a imprensa esportiva gaúcha (e colorada) de que o time deles estaria disposto a entregar o jogo para o Botafogo com a única intenção de prejudicar o Imortal em sua caminhada rumo à Libertadores 2011. Papo furado. Não creio que eles precisem entregar alguma coisa para perderem para alguém, já que, ultimamente, eles não estão conseguindo ganhar de ninguém mesmo. Ou então, a quem eles estavam tentando prejudicar quando não ganharam do Atlético Goianense na última rodada, ao Goiás, ou ao Galo?

O Grêmio de Renato voltou a ser um clube vencedor e não precisa ficar preocupado com o que pensam ou fazem os outros clubes que existem por aqui. Aliás, é bem a cara do Renato esse comportamento totalmente independente e indiferente aos atos e/ou opiniões alheios. O Grêmio de Renato é valente e ousado, como foi no último sábado quando, ainda no primeiro tempo e já vencendo por 3 a 0, ele sacou um volante e colocou mais um atacante em seu lugar. O Grêmio de Renato é um grupo fechado, amigo, unido e cúmplice. Por Renato os atletas são capazes de fazer muito mais do que fariam talvez por algum outro treinador comum.

Com Renato, se não conseguir classificar-se à Libertadores 2011, o Grêmio arruma uma vaga para a de 2012.Via Copa do Brasil. Se bobearem arruma até mais de uma vaga.

Não tenho dúvidas disto, pois nem é preciso ser otimista para acreditar na vitória do Tricolor em 2011, basta avaliar a qualidade do trabalho do Portaluppi.

Paulo Odone não tem muita escolha. Renato tem que ficar. Se tiver que faltar dinheiro para alguma coisa que não seja para a renovação com o treinador.

O Grêmio tem alguns reservas bem caros como Souza e Leandro que podem muito bem deixar o clube.

Renato não. O Renato não pode.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s