Grêmio 2×1 ninguemnacional–Gauchão 2011

Roger Machado, treinador do Grêmio no Grenal de Rivera (Ricardo Duarte)Quase tudo acabou ficando de fora do Gre-nal de ontem. O clássico ficou de fora do país, os principais jogadores ficaram de fora do clássico, o futebol ficou de fora do gramado, a torcida ficou de fora do estádio e o resultado do Gre-nal acabou ficando de fora da pauta dos principais programas do rádio esportivo gaudério.

Foi um erra grotesco a realização desta partida em data precipitada e palco tão inadequado. Foi superestimado o valor do clássico que, apesar das soberba e arrogância gaúchas considerá-lo o maior do mundo, a ausência de público na noite de ontem provou, ao menos para mim, que o Gre-nal não passa mesmo do maior clássico de Porto Alegre. Só isso.

O Grêmio venceu o Gre-nal (isso explica muito da indiferença demonstrada pela mídia esportiva gaúcha no dia de hoje). Ainda que as duas equipes não tenham levado à Rivera seus principais atletas, o fato é que, no primeiro clássico disputado em terras estrangeiras, portanto um Gre-nal histórico, o vencedor foi o Grêmio. Comemoremos, pois, esse triunfo histórico.

Pena que pouco ou nada se possa aproveitar deste Gre-nal além de seu resultada. Não adianta empolgarmo-nos com a bela atuação de Marcelo Grohe, ele jamais será titular. Bruno Collaço fez um belíssimo gol, porém não sonho, e creio que Renato também não, em vê-lo titular da equipe que disputará a Libertadores. Lins fez, logo em sua estreia, um importante gol, um gol decisivo que deu a vitória ao Grêmio em um Gre-nal. Esse é um bom começo, mas ainda não dá para alguém querer imaginar que Lins possa vir a tornar-se personagem importante da Libertadores 2011, a que precisamos ganhar.

O Gre-nal de ontem não serviu para provar muitas coisas, mas provou, ao menos para mim, que Maylson não serve para o Grêmio, que Willian Magrão ainda existe e que pode, talvez, voltar a jogar futebol de alto nível, que o Imortal pode ganhar do time da beira do rio em qualquer lugar do planeta, que o elenco vermelho não tem nenhum – eu disse nenhum – goleiro que preste e, sobretudo, que Roger, o treinador estreante, tem estrela de vencedor.

Então tá, acabou o Gre-nal do Uruguai, pensemos agora no que interessa: o Liverpool do Uruguai e a Libertadores da América.

  • Veja as melhores imagens do Gre-nal de Rivera:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s