Para ser um verdadeiro "Guerreiro Imortal"

 

André Lima, o Guerreiro  Imortal

A expressão “Imortal Tricolor”, criada pelo grande mestre Lupicínio Rodrigues e constante do Hino Oficial do Grêmio, ao que me lembre, jamais teve grande importância entre os torcedores tricolores. Era uma denominação, estava no hino, a gente cantava, nada mais. Não a usávamos como hoje. Entretanto, de uns anos para cá, um conceituado ‘opinador’ do rádio esportivo gaúcho passou a usá-la com certa frequência. Assumidamente identificado com o pequeno clube da beira do rio, do qual já foi dirigente, esse cidadão tinha por intenção desdenhar da expressão de mestre Lupicínio, emprestava a ela um tom pejorativo, e dava a entender que a “imortalidade” estaria relacionada à sorte, acaso ou coincidência, queria ele que se achasse que esses seriam os motivos de cada grande ou pequena conquista tricolor. Não foi feliz. Os torcedores adotaram o uso da expressão que ele tentava desmerecer e passaram a utilizá-la com orgulho. A ‘imortalidade’ é, agora, a cara do Grêmio, a nova cara do Tricolor, uma espécie de marca registrada do grandioso clube da Azenha.

Mas como tudo que é bom sempre pode ser melhorado, agora não são apenas os torcedores gremistas que gostam de andar por aí se autoproclamando imortais. Agora os próprios atletas assumem essa ‘marca’, tal qual autênticos gremistas. Foi assim com Rodolfo, que por vários dias ‘tuitou’ seu desejo de tornar-se imortal. Com Carlos Alberto não foi diferente. Não foi diferente, também, com André Lima, que afirma que o novo número de sua camisa, o 99, passa a ser “a marca do guerreiro imortal”. Pode haver quem não goste, quem critique, ou quem diga que isso não passaria de uma ação de marketing pessoal do melhor atacante do Olímpico, mas eu discordo. Gosto de ver jogadores lutando pelo Grêmio com a mesma coragem e a mesma garra com que lutariam os torcedores se tivessem a chance de entrar em campo.

Victor quer ser um imortal, André Lima, Rodolfo, Carlos Alberto, enfim, o grupo todo, todos eles querem ser imortais. Querem ser imortalizados na história do nosso Grêmio. Renato, por sua vez, já é imortal há décadas. Renato Portauppi, um verdadeiro guerreiro imortal, conhece exatamente o caminho que cada um dos atuais atletas gremistas tem de seguir para tornar-se imortal. Para ser um verdadeiro guerreiro imortal é só ouvir a voz do treinador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s