Nosso Senhor Portaluppi

 

Não lembro de alguma vez que o Grêmio tenha vencido um mata-mata de Libertadores tendo largado com derrota em casa. Não lembro de alguma vez que o Grêmio tenha sido campeão da América tendo perdido um jogo de mata-mata em casa. A derrota de ontem foi chata, frustrante, indesejável, foi qualquer coisa, tudo menos inesperada. A frequência com que o Grêmio vem conseguindo vitórias apertadas em “grandes jogos” contra equipes modestíssimas do Gauchão não são o sinal de que temos um grande time. Muito antes pelo contrário.

Todo o alento e toda a cantoria de uma grande torcida, todo o otimismo e incentivo de um grande treinador, toda garra e toda a dedicação dos atletas em campo, não foram suficientes para superar o time apenas médio da Universidad Católica.

>>> Assista os melhores(?) momentos de Grêmio 1×2 Universidad Católica (CHI)

Sem Victor, não temos goleiro. Embora Marcelo Grohe não possa ser acusado de ter falhado na noite de ontem, não ter Victor defendendo nossas traves já é um grande incentivo ao adversário. Gabriel não é o mesmo de 2010, é visível a sua queda física e técnica, talvez Gabriel não esteja mais com a cabeça na Azenha, sei lá o que acontece, mas a verdade é que já não temos mais o grande lateral que tínhamos. Não temos zagueiro de verdade. Nenhum. Rafael Marques (que me perdoe se o ofendo) é simplesmente ridículo. Em todo o grupo do Grêmio não é possível encontrar um único zagueiro de verdade. Nem Mário Fernandes, meio maluco e bastante irresponsável, pode ser considerado um verdadeiro zagueiro, não enquanto não provar isso em campo, o que parece cada vez mais difícil de acontecer já que ele nunca é escalado. Sem Lúcio ficamos sem lateral esquerdo. Embora viesse jogando no meio campo ultimamente, Lúcio é o único bom lateral do elenco do Grêmio. Mas está, mais uma vez, fora de combate. O velho e desgastado Lúcio, por mais que pareça incrível, ainda é o melhor e único lateral esquerdo qualificado do grupo de atletas da Azenha. Rochemback é, sem dúvida, um dos melhores jogadores que temos, no entanto, não é muito eficiente na marcação – fato gravíssimo para um volante – e além disso, em certas partidas, erra passes demais. Adílson é esforçado, marca melhor que qualquer outro jogador do time, mas tem pouca qualidade na saída de jogo e não ajuda muito na bola aérea defensiva. Adílson nunca pega um rebote na frente da área adversária – característica comum aos bons volantes – e, definitivamente, chuta muito mal. Renato o incentiva a chutar a gol, a tentar marcar, porém deveria parar com isso. É melhor pedir para que Adílson pare de chutar, pelo menos até que aprenda a fazê-lo. Willian Magrão não é mau jogador, mas não é capaz de fazer o que Renato espera que ele faça nesse esquema com três volantes. Magrão não deveria ser escalado naquela posição. Eu sei disso, Willian sabe disso, todos sabem, até Ele, o Renato, sabe disso, mas quem escalar ali? Quem pode ser o companheiro de Douglas, nosso melhor jogador? Carlos Alberto? Não, Carlos Alberto não parece estar em seu juízo perfeito, parece não ter compreendido o significado da palavra raça e acaba misturando alhos com bugalhos. Carlos Alberto faz uma grande correria desnecessária e sem propósito, desperdiça todas as jogadas das quais participa, faz faltas desnecessárias e às vezes violentas, depois sai batendo no peito como se sandice e falta de racionalidade fossem sinônimos de raça. Seria bom que Carlos Alberto deixasse o Grêmio, e seria bom que isso acontecesse o mais rápido possível. Escudero pode ser o companheiro de Douglas? Pelo que demonstrou até agora eu diria que não. Talvez o jovem Leandro pudesse ser o nosso meia-ponta-de-lança, mas isso seria mais uma improvisação em um time tão repleto das improvisações que Ele, por absoluta falta de material humano, se vê obrigado a fazer a cada vez que o Imortal entra em campo. Além do mais, se Leandro deixasse de ser escalado no ataque, quem seria escalado então? Nosso melhor atacante em 2011, depois da saída do repugnante Jonas, era André Lima. Abatido por uma lesão no joelho, André Lima, autodenominado Guerreiro Imortal, está indisponível para Ele, o Portaluppi, desde a final da Taça Piratini. Qual o reforço trazido? Nenhum. O omisso presidente Odone e o eterno aprendiz de dirigente, Antônio Vicente Martins, não foram capazes de encontrar alguma solução – qualquer uma que fosse – para um problema que o mais leigo dos gremistas sabia que iria acontecer: a falta do goleador.

Nosso Senhor Portaluppi (Foto: Tatiana Lopes)

Enfim, vou parar de escrever. Não que me faltem palavras ou indignação, mas porque estou cansado de ver o que todos veem, todos menos o presidente ausente. Nosso Senhor Renato Portaluppi parece estar sozinho na nau Tricolor à deriva. O barco está afundando, grande parte já está submersa e o capitão já saltou há muito tempo. Odone perdeu tempo falando em Ronaldinho e esqueceu que o importante era fazer grupo, grupo forte para uma competição exigente como a Libertadores. Odone saiu correndo para assinar contrato com a Globo na esperança de trazer a sede dos jogos da Copa para Arena, a sua Arena, a coisa mais importante de sua gestão no Grêmio, mais importante que ‘uma simples Libertadores’.

Para os próximos jogos, a final da Taça Farroupilha e o duelo final contra os católicos do Chile, mais uma vez não teremos goleiro, laterais, zagueiros, volantes confiáveis, companhia para Douglas e nem um artilheiro eficiente, não teremos também, para complicar mais as coisas, o apoio da melhor torcida do Brasil já que os dois jogos serão fora de casa. Para conquistar a Taça Piratini e tentar uma inédita reviravolta nas oitavas-de-final da Libertadores teremos Ele, apenas Ele.

Louvado seja Nosso Senhor Portaluppi, o único ousado, o único valente, o único lá de dentro que está levando o Grêmio a sério. A sorte está lançada. Ainda não acabou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s