Ao Grêmio do Prata, associados e verdadeiros gremistas

 

GRÊMIO, um sentimento "de verdade".

“Os políticos se dividem em dois grupos, 1) os que querem ganhar muito; e 2) os que querem ganhar muito mais.”

Esse é o julgamento que faço dos políticos em geral, pelo menos é isso o que penso deles na maior parte do tempo. Em política clubística, no entanto, gosto de acreditar que as coisas possam ser diferentes. Isso talvez não passe de pura ingenuidade minha, da ideia romântica que tenho de que talvez seja possível a todos amarem a um clube além de suas próprias vaidades e interesses pessoais.

Sou apenas um torcedor comum do Grêmio, um simples (I)mortal que não vive os bastidores do clube. Enfim, um profundo desconhecedor do ambiente político da Azenha. Não faço e nem jamais fiz parte de nenhum grupo ou movimento dos tantos que orbitam em torno do clube e usam (e é isso mesmo, em alguns casos: usam) o nome do Grêmio. Para dizer a verdade o único ‘movimento’ gremista do qual já participei algumas vezes, e que é com o qual mais simpatizo, é a avalanche, esse sim um ‘movimento’ genuinamente nascido da torcida; assim também, o único ‘grupo’ no qual me sinto incluído – voluntariamente incluído – é o da gigantesca Nação Tricolor.

Não creio que existam “falsos gremistas”, creio menos ainda que o próprio site oficial do clube tenha o direito de acusar alguém de ser um falso gremista. Pois, lamentavelmente, foi isso o que aconteceu. A quem o clube estaria acusando de falso gremismo? Ao Grêmio do Prata? De onde vem o fundamento para tal acusação? Do “Esclarecimento” postado recentemente no site do movimento? Ora, não vejo nada de falso no artigo postado pelos gremistas do Grêmio do Prata. Tudo o que se pode ver no artigo é o estranhamento dos componentes daquele movimento, estranhamento, aliás, do qual compartilho, com o fato do Sr. Fernando Hackmann Rodrigues ser, ao mesmo tempo, presidente da Comissão para Assuntos Legais e Estatutários do Grêmio e advogado do ex-presidente (de triste lembrança) José Alberto Machado Guerreiro. Ora, tendo o Movimento Grêmio do Prata protocolado, em março deste ano, requerimento pela exclusão do citado ex-presidente, desejo, inclusive, ao qual me filio, e tendo obtido como resposta que o referido requerimento havia sido enviado para “exame” pela Comissão para Assuntos Legais e Estatutários, como não haveria de estranhar a coincidência de nomes? Fez bem o Grêmio do Prata em estranhar esse descuido do Conselho Deliberativo, que não percebeu que entregava nas mãos do advogado do Dr. Guerreiro, um requerimento que ia totalmente contrário aos interesses do Dr. Guerreiro, embora vá ao encontro do desejo da imensa maioria dos torcedores gremistas. E fez melhor ainda, o Grêmio do Prata, quando denunciou o descuido.

Não posso acreditar, por tantos ‘descuidos’ e ‘coincidências’, que alguém tenha condições de afiançar a isenção do exame deste requerimento. Não quero acreditar que o Conselho Deliberativo do Grêmio vá permitir que as coisas continuem assim, que não vá exigir do senhor presidente da Comissão e advogado do ex-presidente em exame, que tome uma posição clara, que decida, afinal, o que quer ser: se um presidente de comissão de verdade, ou se um advogado de defesa de verdade. Acho que é disso que estamos falando, que é disso que estamos precisando no “Caso Guerreiro-ISL”: de verdade.

Estamos às vésperas de um GRE-nal decisivo, um clássico que vai definir o campeão gaúcho de 2011, título que ainda não asseguramos completamente, embora a boa vantagem que temos. Tudo bem, é só mais um Gauchão, não é grande coisa, mas é o máximo que qualquer clube gaúcho vai obter neste primeiro semestre. É isso ou nada. E não queremos ficar sem nada. Não é hora de ficar dizendo que existem gremistas que não são de verdade. Isso é besteira. Isso é uma das maiores besteiras que já ouvi na vida.

Anúncios

5 comentários em “Ao Grêmio do Prata, associados e verdadeiros gremistas”

  1. Caríssimo Alves Rodrigues,

    Muito obrigado pela confiança no Prata. Temos um trabalho ainda desconhecido, porém profissional e sério. Mas, apesar disso, não esquecemos nem do passado, e nem do lado lúdico de tentar pensar o Grêmio com amizade, respeito e colaboração independentemente do status.

    No Prata, se surgir alguém que lembre 20% do que o Guerreiro é, será cortado imediatamente do movimento.

    E isso não é promessa: é dever, pois ser honesto e responsável não passam de obrigações elementares.

    Passa no Metrópole’s pra gente se conhecer!

    []’s,
    Hélio Sassen Paz
    Núcleo de Comunicação e Marketing do Grêmio do Prata
    @gremioprata
    http://gremiodoprata.com.br

    Curtir

    1. Chego a ficar emocionado lendo manifestações como esta, demonstração de sentimentos sinceros, puros e honestos pelo nosso Grêmio, é disso que precisamos!!!

      Curtir

  2. É disso que queremos, torcedores que não querem se usar do nome GRÊMIO para autopromoção. Queremos gremistas como tu, que querem o bem do Grêmio com tu!
    Valeu pelas palavras, é somente com pessoas e torcedores como tu que conseguiremos colocar o Grêmio novamente no caminho das vitórias!

    Amanhão nem ´pe necessário falar, todos ao Olímpico!

    Abraços
    Maurício Wiklicky

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s