Renato se foi… por enquanto

Foto: Robero Vinícius

Até que demorou bastante, o desejo de demitir o treinador acompanhava o presidente desde o dia em que fora eleito. O ego gigantesco do deputado não conseguia conviver com o carisma do treinador-ídolo, uma espécie de semideus que mantinha a torcida eternamente ao seu lado. Pela vontade de Odone o contrato de Renato nem teria sido renovado, não contava, no entanto, com o sucesso de Portaluppi no Campeonato Brasileiro de 2011, quando o treinador conseguiu transformar o limitado grupo gremista no melhor time do Brasil no segundo semestre, ganhou o segundo turno do campeonato nacional com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado, tirou o clube da décima oitava posição e o levou ao G4, com isso conquistou uma vaga na Libertadores 2011. É verdade que não adiantou muito ter conseguido a vaga, inoperante e imprevidente a direção não formou um grupo suficientemente forte para a disputa, prometeu reforços para a segunda fase da competição, mas acabou não contratando ninguém, o Grêmio foi eliminado precocemente e o treinador não teve como evitar mais essa frustração, mais um adiamento do tão sonhado Tri.

Estamos bem na metade do ano, seis meses se passaram desde que Odone e Antônio Vicente Martins assumiram a gestão do clube, perdemos Jonas e Borges, não temos zagueiros confiáveis, não temos um lateral esquerdo, não temos um articulador que possa fazer dupla com Douglas, já nem sei se ainda temos Douglas já que ele vem jogando mal desde o início do ano, não temos um goleador de verdade, alguém capaz de substituir Jonas, não temos muitas coisas, e agora também não temos mais treinador.

Há uma década sem títulos, Renato veio como uma tábua de salvação em meio a um revolto oceano de fracassos fruto de sucessivas gestões desastrosas e/ou predatórias. Renato, o homem-gol, rei do Rio, herói do Mundial de 83, surgiu como uma luz a nos guiar para fora desse mundo escuro e frio aonde viemos parar após dez anos de insucesso. Renato era mais que um treinador, era um ídolo, um herói, uma esperança, um vislumbre de grandeza em meio à pequenez mesquinha dos homens que têm governado o clube nos últimos anos. Renato era alguém para acreditar, alguém para torcer, alguém para adorar. Renato era mais que um treinador, era uma necessidade. Renato era grande como o Grêmio, vencedor como o Grêmio, valente e lutador como o Grêmio. Renato, esse sim, era a cara do Grêmio.

Odone venceu, Renato está fora. Concordo que o Grêmio podia ter feito três ou quatro pontos a mais do que os oito conseguidos até agora, mas não é fácil ser treinador de um time que tem tão poucos jogadores de qualidade e que, ainda por cima, sofre de uma verdadeira epidemia de lesões musculares. O boicote funcionou, Odone não deu time ao treinador, e o treinador, sem time, acabou jogando o boné.

Tudo bem, assim é o futebol. Renato se foi… por enquanto, um dia certamente voltará, pois Renato é nosso rei, é Imortal como o Grêmio. Renato voltará. Odone fica… por enquanto, um dia seu mandato chegará ao fim e ele certamente jamais será eleito novamente. Odone nunca mais.

Anúncios

4 comentários em “Renato se foi… por enquanto”

  1. Estou plenamente de acordo com tuas palavras, adorei o teu comentário, devemos boicotar o quadro social e sairmos fora, quero ver esta diretoria sobreviver sem os sócios (do Renato). Abraço.

    Curtir

      1. Olha, sei não ele é gremista, voltará quem sabe como dirigente? pois técnico num clube em que não dão a autonomia que ele precisa e merece, acho que nunca mais ele volta. Meus sinceros agradecimentos a ele por ter nos salvado da segundona em 2010 e nos ter garantido a vaga na Libertadores, que por incompetência da diretoria não chegamos lá. Nosso ídolo eterno, aplaudiremos e ovacionaremos toda a vez que o encontrarmos, esteja ele onde estiver. Seguirei-o e torcerei por ele sempre. Quem sabe até mesmo ficarei neutra se for contra meu tricolor. Renato te adoramos sempre!!!!!!!!!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s