Conselho reconhece o direito de sacanearem o Grêmio

Foto: aovivo.ducker.com.br

O Site Oficial do Grêmio publicou ontem, 01/09, sob o título “CONSELHO NÃO APROVA PARECER DE COMISSÃO”, uma curtíssima nota onde informa que 101 ilustres membros de Conselho Deliberativo votaram pela não aprovação do parecer da Comissão de Assuntos Legais e Estatutários que recomendava o desarquivamento do “denominado caso cheques ISL”. Assim é que está no site: “caso cheques ISL”. Eu prefiro chamar de caso Guerreiro-ISL, mas, convenientemente, o nome do ex-presidente sequer aparece na nota pouco explicativa que o site do clube publicou.

As consequências da desastrosa gestão do senhor Guerreiro, condenado pela Justiça pelo desaparecimento de três cheques totalizando a ‘modesta’ quantia de 310 mil dólares, ainda são sentidas hoje pelo clube. O senhor José Alberto Guerreiro destruiu financeiramente o Grêmio, e sua destruição moral foi ratificada na noite de ontem pelos ilustres conselheiros que votaram, mais uma vez, pelo abafamento do caso.

Dia desses andei escrevendo que não gostava da expressão “gremistas de verdade”, começo, porém, a rever esse meu pensamento. Tem gente que não parece ser gremista de verdade. Os 101 conselheiros que votaram pelo ‘deixa assim’, os dez que se abstiveram de votar (foram lá fazer o quê?) e os não sei quantos que nem deram as caras na sessão (Koff e Cacalo entre eles) são mesmo gremistas de verdade? E o que é ser gremista de verdade? Colocar o Grêmio e os interesses do Grêmio acima de todas as coisas? Nada pode ser maior, não é mesmo? Os amigos do ex-presidente estavam pensando no Grêmio na noite de ontem?

Qualquer um que tenha um cérebro não precisa de muito tempo para perceber que o Grêmio já foi muito maior do que hoje é, e ao olhar para dentro de campo também não demorará a constatar que o caminho de volta à velha grandeza ainda parece uma coisa distante. À beira da zona de rebaixamento e com um time que, quase ao final do ano, ainda não demonstrou que é capaz de grandes atuações, o Grêmio não nos dá esperanças de um futuro glorioso, ao menos não tão cedo. Mas isso parece ser o de menos, pois se dentro de campo as coisas vão tão mal, a noite de ontem foi a prova definitiva de que fora dele as coisas vão ainda muito piores. O direito de gerir o clube de forma predatória e irresponsável, de forma ilegal e improba (a Justiça assim o disse), foi ontem reconhecido como legítimo por nossos ilustres gremistas (de verdade?) do Conselho Deliberativo.

Que Deus (caso exista) se apiede de nosso Grêmio, pois os homens, parece, só querem dele se servir.

Na verdade, amigos, o resultado da votação de ontem não foi diferente do que se esperava que fosse. O Conselho Deliberativo do Grêmio nada mais é do que um agrupamento de pessoas representantes da elite social e econômica desta terra gaudéria, que, por acaso, torcem ou ao menos dizem torcer pelo Grêmio, e as elites são assim mesmo. As elites se locupletam.

Gremista de verdade, ao fim e ao cabo, é aquele que senta no concreto, que paga mensalidade, que compra ingresso e anda com a camisa na rua mesmo quando o time nem está na Série A. Gremista de verdade não chega a fazer parte de nenhum Conselho do clube, a elite não deixa.

Agora é aguardar, o mal está feito e mais uma vez refeito. Mais do que nunca, para as próximas eleições do Conselho, o Grêmio do Prata me parece a melhor (senão única) opção dos gremistas de verdade.

Anúncios

Uma opinião sobre “Conselho reconhece o direito de sacanearem o Grêmio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s