Fresta

Foto de ErolAYYILDIZ from Kocaeli, TurkeyNo mundo há milhões de pessoas invisíveis. De todos os tamanhos e cores, falando diferentes idiomas, mas todas invisíveis e desimportantes. Excluídas, apartadas, esquecidas. Escondidas atrás de seus medos, de sua fome e de sua vergonha humilde. Humilhadas. Às vezes, e apenas às vezes, aparentes em sua raiva, em sua revolta, em sua tentativa heróica de reação. Rotuladas quase sempre de marginais, de delinquentes, algumas até de terroristas. Responsabilizadas por quase tudo aquilo que chamamos de violência urbana. Acusadas do crime de existir. Condenadas e, sem direito à defesa, sentenciadas a uma existência pequena e indigna, vazia de sonhos e aspirações, uma existência de quase nenhuma esperança. Sem lugar no mundo criado pela mesquinha e gananciosa civilização do Século XXI vagam pelos centros urbanos das ricas cidades ocidentais, pela paisagem saqueada e empobrecida da velha África, pelas ruas bombardeadas de Bagdá ou da sitiada Faixa de Gaza. Com seus olhos secos assistem a passagem das vidas de outros, enquanto suas próprias vidas não passam. Aprisionadas em sua miséria, seus dias são todos igualmente longos e tristes. Dia após dia, por toda a vida, apenas espiam a barulhenta alegria alheia, como a admirarem a felicidade por uma fresta, jamais, porém, serão convidadas à festa. Apenas testemunham a existência da felicidade, jamais a experimentarão, nunca a compartilharão. Excluídas. Invisíveis. Até o dia em que a morte as carregue para algum lugar onde, possivelmente, todos se tornam iguais: apenas matéria. Matéria reciclável. Moléculas que se separam e reagrupam para formarem outras formas de vida. Ou não. Tal qual a vida, talvez também a morte não tenha nada pra elas e apenas as empurre através de alguma fresta do tempo tornando-as assim, ainda mais invisíveis, ainda mais esquecidas. Para sempre. Para sempre.

Leia: Beleza da Infância

***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s