Validade de Roth acabou. Tchau!!

O que sei, porém, é que o melhor para o Imortal é que Celso Roth vá embora logo, o quanto antes. Não acho que seja necessário nem mesmo esperar pelo final do ano. O prazo de validade do treinador, embora ele não concorde que tem prazo, já expirou faz algum tempo. Roth foi contratado para resolver um grave problema criado pela falta de inteligência e de gremismo do atual presidente, Paulo Odone, que trouxe Julinho Camargo, um treinador amador e que estava levando o Grêmio diretamente à Série B. Achei correta a contratação de Roth naquela ocasião, o momento era grave e precisávamos de um treinador que nos desse a certeza de que o Tricolor não seria rebaixado (de novo). Celso Roth, ao menos para mim, nos dava essa certeza, com ele o Grêmio não seria rebaixado. E não foi. Obrigado, então, Celso Roth, sua tarefa está cumprida. Tchau. Sua validade expirou. 

___

Por Alves Rodrigues
Celso Roth continua falando sobre reforços e possível melhor esquema para o Grêmio em 2012. Isso é preocupante.

Em sua passagem anterior pelo Grêmio, em 2008, Celso Roth foi capaz da ‘façanha’ de ser eliminado duas vezes em espaço de quatro dias, dentro do Olímpico, por dois clubes bem mais modestos e de menor tradição que o Imortal. Perdeu para o Juventude, 3 a 2, depois de ter vencido em Caxias, e foi eliminado do Gauchão daquele ano. Logo depois empatou em 1 a 1 com o Atlético-GO e foi eliminado, nos pênaltis, também da Copa do Brasil. A consequência imediata destas eliminações precoces foi um imenso vácuo na programação do clube, que sem ter o que fazer, durante cerca de quarenta dias apenas treinou e disputou amistosos, inclusive, contra amadores de Ivoti. O treinador, à época, não foi capaz de reconhecer sua responsabilidade no ocorrido e definiu o longo período de ócio e prejuízos financeiros como sendo ”um processo de humilhação” pelo qual o clube deveria passar. Incrível. Mesmo tendo sido o responsável direto por essas duas eliminações inaceitáveis e sido o autor desta frase absurda e ridícula, Celso Roth foi mantido como treinador e acabou (beneficiado pelo longo período de preparação exclusiva para o Brasileirão daquele ano) conquistando o título (simbólico) de campeão do primeiro turno, estabelecendo, inclusive, um novo recorde de pontuação para o Campeonato Brasileiro por pontos corridos com vinte participantes.

Tudo apontava, naquela época, para um final de ano feliz para os tricolores gaúchos. Nunca algum time que tivesse conquistado o primeiro turno de um campeonato brasileiro havia deixado de conquistar também o título deste campeonato. O Grêmio, porém, treinado por Celso Roth, conseguiu tal feito. Mesmo que estivesse, faltando dezoito rodadas, onze pontos a frente do São Paulo, que ao final sagrou-se campeão.

Todos conhecem essa história, ela já foi repetida à exaustão. No entanto, a atual direção gremista, coincidentemente a mesma de 2008, não me dá a certeza de que ainda a lembra. Celso Roth anda dizendo que ainda vai se reunir com a direção para tratar de seu futuro, decidir o que é melhor para ele e para o clube. Ora, eu não faço a menor ideia do que seja melhor para Celso Roth (o homem que foi eliminado do Mundial Interclubes pelo Mazembe, do Congo), também não faço a menor questão de descobrir. O que sei, porém, é que o melhor para o Imortal é que Celso Roth vá embora logo, o quanto antes. Não acho que seja necessário nem mesmo esperar pelo final do ano. O prazo de validade do treinador, embora ele não concorde que tem prazo, já expirou faz algum tempo. Roth foi contratado para resolver um grave problema criado pela falta de inteligência e de gremismo do atual presidente, Paulo Odone, que trouxe Julinho Camargo, um treinador amador e que estava levando o Grêmio diretamente à Série B. Achei correta a contratação de Roth naquela ocasião, o momento era grave e precisávamos de um treinador que nos desse a certeza de que o Tricolor não seria rebaixado (de novo). Celso Roth, ao menos para mim, nos dava essa certeza, com ele o Grêmio não seria rebaixado. E não foi. Obrigado, então, Celso Roth, sua tarefa está cumprida. Tchau!! Sua validade expirou.

Celso Roth não tem que participar da montagem do grupo para 2012. Ele não tem que ficar dando opiniões sobre nomes ou quantidade ideal de atletas que comporão o grupo do próximo ano. Ele não tem que falar nada sobre nada, isso não é problema dele. Quantos e quais jogadores farão parte do grupo gremista em 2012 não são da conta de Roth. Eescolhê-los, ajudar a escolhê-los, não são atribuições do atual treinador, ele não estará entre nós em 2012. Ou será que estará?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s