Cabrito não estreia, mas Mamute marca o seu (‘Facinho’ o São José)

Não há muito o que dizer sobre a partida de ontem, foi um passeio, um desfile gremista em sua velha casa.

Por cinco vezes o Monumental testemunhou o fenômeno gremista conhecido como avalanche. Nenhum incidente. Será que é mesmo necessário acabar com essa consagrada coreografia criada pela torcida tricolor. Claro que não.

Oportunista, Yuri Mamute fez o seu na goleada de ontem sobre o São José(Foto: Fernando Gomes/Agencia RBS)
Oportunista, Yuri Mamute fez o seu na goleada de ontem sobre o São José
(Foto: Fernando Gomes/Agencia RBS)

Em dia de Cabrito, Pará até cruzamento acertava ontem. Zé Roberto, inspirado, parecia um craque de verdade.

Muito fácil ganhar do São José, ainda mais no Monumental. Muito fácil fazer gol na defesa ‘imbatível’ deles, até o Mamute fez; e Bertoglio, que não jogava há quase um ano, fez o seu também.

Só mais um joguinho de Gauchão.

Mas as facilidades encontradas ontem não devem ser desperdiçadas, sempre que houver possibilidade deve-se utilizar time titular no Campeonato Gaúcho. Ainda que a competição não tenha grande valor, goleadas como a de ontem fazem bem ao grupo, trazem alegria, confiança, adoçam os ânimos. Grupos alegres e confiantes tendem a superar com mais naturalidade as dificuldades que se imponham no futuro. E elas virão, tenham certeza.

Não há muito o que dizer sobre a partida de ontem, foi um passeio, um desfile gremista em sua velha casa.

Por cinco vezes o Monumental testemunhou o fenômeno gremista conhecido como avalanche. Nenhum incidente. Será que é mesmo necessário acabar com essa consagrada coreografia criada pela torcida tricolor? Claro que não. Mas os ‘especialistas’ da mídia não veem a hora de comemorar sua extinção, para isso contam com o apoio importante do atual presidente gremista, que, desconfio eu, também não tem grande apreço pela avalanche e pela Geral. O presidente Koff parece não conseguir dissociar essas duas marcas gremistas de seu histórico desafeto Paulo Odone.

Pra terminar

Ainda tem pelo menos mais um jogo, contra o Santa Cruz, marcado pra Azenha, mas creio que ontem teria sido a oportunidade perfeita para se encerrar, de uma vez por todas, as atividades no Olímpico. O velho estádio já teve abraço e despedida, lágrimas e homenagens, algum dia vamos ter mesmo que parar de atuar por lá. E o jogo de ontem, reunindo os dois clubes mais respeitáveis de Porto Alegre, teria sido o final ideal para o encerramento da gloriosa história de nosso Monumental.

___

Leia mais

Up dated com gols

Goleada contra o limitado São José não omite deficiências do Grêmio

Goleada e grande autação contra o São José. Tricolor aplicou 5 a 1 no melhor time do campeonatomelhor time do campeonato

Por que não devemos jogar com os titulares

Campeonato para enganar bobo?

Gauchão 2013: tem que jogar “à vera” lá de vez em quando

Ao natural

Gauchão – Grêmio 5×1 São José

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s