Arquivo da tag: Atlético Mineiro

Dá-lhe, Roth! Dá-lhe, Galo!

 

foto: gazeta press

 

Eu sempre duvidei de que pudesse um dia ver um time treinado por Celso Roth ser campeão brasileiro. Não acho que isso seja preconceito, acho que é uma simples constatação baseada no histórico do treinador. Bons começos seguidos de finais infelizes. Esse é seu histórico. Mas será que terá de ser sempre assim?

Celso Roth quase foi feliz aqui na Azenha no ano passado. Quase. Ele saiu. Eu fiquei feliz. Mas, no fundo, eu sempre soube que ele não era o único culpado. Tínhamos o Marcel, tínhamos (e ainda temos) o Peréa. Isso atrapalhou muito. Na verdade eu achava que, entre tantos ruins, o melhorzinho era o Reinaldo. Reinaldo foi escolha de Roth. Pontos para o Celso.

Claro que a teimosia de não admitir que Mattione devia ser titular pode ter nos custado pelo menos uma vitória (e só faltou uma vitória), assim como jamais ter experimentado um meio campo com Souza que, para Roth, só podia ser ala. Essa experiência talvez nos tivesse trazido alguma vitória, aquela que ficou faltando. No fundo, nunca cheguei a odiar (muito) o nosso antigo treinador, que tolheu bastante o desenvolvimento da carreira de Douglas Costa.

Mesmo assim, porque gosto do Galo, porque não desejo (muito) mal ao Celso, pela forma como o Atlético se recuperou no último jogo e até mesmo porque já não tenho o que fazer em 2009, eu vou torcer pro Galo.

Chega de São Paulo e seus ingressos pra Madonna. O Palmeiras também é paulista, chega de paulistas. Chega disso.

O Galo vai sair campeão…

…espero.

Não sobrou nada.

 

foto: reproduçao/sportv 

 

Depois de três insucessos consecutivos o Palmeiras voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Ninguém aproveitou a chance concedida pelo Porco e ele continua líder faltando seis rodadas. O São Paulo até encurtou bastante a distância, mas não dá para dizer que aproveitou bem a oportunidade oferecida pelo time de Muricy. Se tivesse vencido ao Galo, no Morumbi, seria o líder. Mas não venceu, o que não é tarefa tão difícil assim conforme ficou comprovado ontem, no Maracanã. Claro que contra o São Paulo, o Atlético jogou bem mais do que ontem, encarou o adversário de maneira diferente. É especialidade do treinador Celso Roth perder jogos que ninguém acredita que vá perder. Celso Roth é um treinador dedicado, esforçado, trabalhador, tem grande capacidade de entrega. Aliás, como o Celso se entrega!

O título deverá ficar mesmo com um destes clubes. Muito provavelmente deverá ficar com o Palmeiras, mas não dá pra duvidar do São Paulo, nem tampouco de Muricy. Já do Atlético e, especialmente de seu treinador, destes podemos até duvidar, mas por enquanto eles continuam com alguma chance. Pequena é verdade, mas continuam com chance.

No mais, Flamengo, Cruzeiro e ‘Mário Sérgio e sua Ferrari’, esses vão brigar pela última vaga na Libertadores.

Não sobrou nada pra nós.

O Porco vai passar o Galo. Logo, logo.

Num jogo onde Ronaldo Fenômeno, literalmente, não aguentou o próprio peso, o agora ressurgido Obina, literalmente foi melhor do que Eto’o. O Palmeiras de Jorginho humilhou o Corinthians de Mano. Fez três a zero. E podia ter sido pior.

Agora o Verdão, que logo terá Muricy Ramalho, encostou de vez no Galo de Celso Roth que, ao perder em casa para o Goiás, só permanece na liderança em razão da vantagem de um gol que tem no saldo. Teria sido este gol marcado naquele pênalti ‘inventado’ contra o Grêmio? Ou esta vantagem seria fruto daquele gol do Santos, mal anulado por Djalma Beltrami? Dois erros que significaram, além de mais dois gols no saldo, mais quatro pontos na classificação geral.

Se o Campeonato Brasileiro fosse Fórmula 1 acho que o Atlético-MG poderia ser chamado de retardatário. Está chegando a hora de sair mesmo da frente. Creio que o time do ‘professor’ Celso já começa a ver as bandeiras azuis sendo agitadas à beira da pista.