Arquivo da tag: Porto Alegre

Porto Alegre 0x3 Grêmio – Amor correspondido

 

Escudero marcou o primeiro na vitória por 3 a 0 do Grêmio contra o fraco Porto Alegre.“Vamos deixar esta conversa de lado. Estou muito bem no Grêmio. Tenho apoio da diretoria, a torcida me ama e este amor é recíproco. Vou continuar no Grêmio.” (Renato Portaluppi)

Classificado antecipadamente para a final (se houver) do Campeonato Gaúcho, o Grêmio, mais uma vez, foi ao jogo sem seus principais atletas. Mais disposto e enfrentando um adversário muito menos qualificado do que o Cruzeiro-POA, desta vez o Tricolor obteve os três pontos.

O gol e a boa atuação de Escudero foram, talvez, os fatos mais importantes do jogo, não foram, porém os mais importantes da tarde.

Após a inconfidência de Jorge Kajuru revelando a possibilidade de Renato estar trocando a Azenha pelas Laranjeiras, o clima ficou bastante tenso pelos lados do Olímpico. O presidente Odone fez críticas públicas ao treinador-ídolo, que alegou que tudo não passara de um trote, uma brincadeira. O dito ficou pelo não dito. Mas a verdade, porém, foi mantida em sigilo. Ainda havia muito a ser dito. Renato anunciou que só se manifestaria após a partida contra o Porto Alegre. Desde então, nada mais importava tanto quanto a coletiva pós-jogo do treinador.

>>> Assista os gols de Porto Alegre 0x3 Grêmio

Depois que Júnior Viçosa marcou o segundo gol e selou a vitória sobre o fraco Porto Alegre, a grande maioria da torcida gremista, creio eu, aguardava ansiosa pelo final da partida, muito mais do que por algum outro gol que eventualmente pudesse ser marcado, como de fato aconteceu. Ouvir a versão de Renato, a verdadeira, a que realmente importava, era muito mais significativo do que saber de quanto o Grêmio ganharia do time de Assis, o pior time do Campeonato Gaúcho 2011 e futuro participante da Segunda Divisão do futebol pampeano.

Enfim o jogo acabou. Três a zero, vitória do Imortal. Renato foi aos microfones revelar o que todos queriam saber. Chamou de “tempestade em copo d’água” o sensacionalismo feito em torno das revelações de Kajuru. Não acho que tenha havido tanto sensacionalismo, a verdade é que a possibilidade de que o treinador-semideus estivesse estudando a conveniência de deixar o Olímpico instalou um estado de aflição entre a imensa torcida tricolor, a notícia merecia exploração. Renato, porém, foi digno e reconheceu o erro. Elogiou o presidente Odone, com quem diz ter excelente relacionamento, e afirmou concordar com as críticas. Frisou, aliás, que pensa exatamente igual ao dirigente.

Então não há problema. Renato agradeceu o amor da torcida, ratificou a reciprocidade deste sentimento e encerrou o assunto. Renato vai ficar. Estaremos todos bem. 20 de março de 2011, o Dia do Fico, o dia mais importante deste ano, até agora. Renato fica para lutar conosco pelo título da América. Vamos conseguir.

>>> Veja as imagens da partida Porto Alegre 0x3 Grêmio

Anúncios

A ficha do jogo: Porto Alegre 0x3 Grêmio–20/mar/2011

 

Porto Alegre 0x3 Grêmio

Porto Alegre: Giovani; Airton (Saraiva), André Ribeiro, Mailson e Sityá; Junior, André Luiz, Rodolfo e Juninho (Yuri); Da Silva e Vanilson (Fábio). Técnico: Luis Antônio Zaluar.

Grêmio: Victor; Maylson, Saimon, Neuton e Bruno Collaço; Fernando, Willian Magrão, Pessalli e Mithyuê (Mateus Magro); Escudero (Leandro) e Júnior Viçosa (Vinicius Pacheco). Técnico: Renato Gaúcho.

Gols: Escudero, aos 4minutos; Júnior Viçosa, aos 27minutos, no primeiro tempo. Vinicius Pacheco, aos 45minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: André Ribeiro, Saraiva (Porto Alegre); Neuton (Grêmio)

Local: Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre – Data: Domingo, 20 de março de 2011, às 16:00 hs.

Árbitro: Fabrício Neves Corrêa – Auxiliares: Alexandre Antônio Kleiniche e Tatiana Jacques de Freitas.

O metrô de Porto Alegre

O destino de todo ser humano nascido é mesmo acabar embaixo da terra. Em geral é assim, mas há alguns que preferem que seus corpos sejam cremados e suas cinzas espalhadas em algum lugar com significado especial.

Às vezes me pergunto se já não houve um monte de gremistas que pediram para terem suas cinzas espalhadas sobre o gramado do Monumental. Será que o Grêmio deixa fazer isso? Será que não corre o risco do gramado ser soterrado? Talvez não. Acho que o número de gremistas mortos deve ser mínimo, afinal, apesar de sermos a maioria absoluta dos torcedores gaúchos, não costumamos morrer, pois “somos imortais”, não é mesmo?

Mas e os seres humanos pobres e ainda vivos, é legal escondê-los debaixo da terra? Leia sobre o provável futuro metrô de Porto Alegre no Blog PoA Geral.